Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário | Resenha

Em 21 de junho de 2014, Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário estreou no Japão e no dia 11 de setembro do mesmo ano, ele chegou ao Brasil, trazendo consigo o elenco de dubladores originais da série e aquele gostinho de nostalgia de quem ia ver cavaleiros brilhando em CGI, foi um tempo glorioso.

Antes de qualquer coisa gostaria de acrescentar que quem assistiu o anime acaba sentindo a diferença de enredos e como algumas cenas são corridas e alguns flashback ficaram só na memória, o filme deixa a desejar um pouco. No entanto, a produção do Kurumada acaba sendo um convite para quem tinha curiosidade no anime.

Fã de cavaleiros mas não exagerado, lembro de ficar muito animado quando o filme saiu, acredito que já devo ter assistido ele umas 5 vezes e é um trabalho muito bom de CGI. Algumas cenas no filme são claramente feitas para facilitar a tradução e eu adorei isso, podendo facilitar o trabalho dos dubladores e dos estúdios, revelando que a intenção era difundir o conteúdo.

Mesmo com todo esforço de comprimir a saga inteira do santuário, Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário ficou digno de uma nota 7, onde pode acolher alguém que nunca assistiu como fazer um fã antigo assistir o anime de novo para ver diferenças em alguns detalhes. No entanto, levo em conta que 1 filme com a saga inteira tem sua saturação de conteúdo.

23 anos, publiciotário, gamer desde os 4 anos de idade e consumidor voraz de cultura pop. Youtube e Netflix são minhas TVs.

Miguel Moreira

23 anos, publiciotário, gamer desde os 4 anos de idade e consumidor voraz de cultura pop. Youtube e Netflix são minhas TVs.

%d blogueiros gostam disto: