Game polêmico ensina como “pegar” mulheres

O universo dos games de sedução – games que simulam encontros e relacionamentos no geral – é enorme e conta com diversos nomes, como Hatoful Boyfriend ou Purrfect Date, simulador de encontros com gatos. Recentemente Richard la Ruina, empreendedor britânico e conhecido por ser coaching de sedução anunciou o lançamento de um jogo para ajudar “nerds travadões” que não sabem como se aproximar do sexo oposto.

Super Seducer é o game “mais realista já feito” e que coloca “jogadores em cenários do dia-a-dia (como uma cafeteria, um escritório ou um bar) e eles podem fazer praticamente o que quiserem para ver como isso daria certo com uma garota bonita”, afirma seu criador. Veja o trailer de lançamento.

“Super Seducer é mais do que um jogo, é uma ferramenta de aprendizado fantástica e divertida, que mostra que as escolhas corretas podem te recompensar, enquanto as escolhas erradas podem te punir”, diz la Ruina em um comunicado à imprensa. “Em vez de aprender de forma passiva, essa abordagem ativa, combinada com o feedback imediato, faz com que esse seja o treinamento de sedução perfeito.”

O jogo já pode ser encontrado na Steam por R$ 20,43. Lembrando que a versão do PS4 foi cancelado pela Sony, pois a empresa acha o game machista. Essa foi a primeira das muitas polêmicas que o game promete gerar, arrefecendo os debates sobre sexismo nas redes sociais.

Renan, 34 anos com corpinho de 20. O cara mais bonito do site. Jogador veterano, amante de games Old School e Final Fantasy, trabalho nas horas vagas para poder comprar jogos.

Renan Melo

Renan, 34 anos com corpinho de 20. O cara mais bonito do site. Jogador veterano, amante de games Old School e Final Fantasy, trabalho nas horas vagas para poder comprar jogos.

%d blogueiros gostam disto: