“Volta ao Mundo” – espécie de modo carreira – irá permitir que os jogadores disputem 109 corridas.

Horizon Chase Turbo chegará ao PlayStation 4 no próximo dia 15 de maio oferecendo um robusto pacote de pistas e paisagens. Um dos principais atrativos do game, a “Volta ao Mundo” – espécie de modo carreira – irá permitir que os jogadores disputem 109 corridas ao longo de 48 lugares ao redor do mundo.

Mas o jogo vai além da carreira. Felipe Dal Molin, Lead Game Designer do estúdio Aquiris, explica que as opções para os modos multijogadores também foram alvo de muita dedicação da equipe de criação:

Ao desenvolver Horizon Chase Turbo, uma de nossas preocupações principais foi como estruturar o multiplayer para que os jogadores tivessem formas diferentes de interagir. Como criar um jogo que permita tirar um contra rápido, mas que também tenha arcos maiores para quem estiver com tempo livre? Como garantir progresso em grupo, sem nunca abandonar o clima de competição? Chegamos em quatro ideias principais: Volta ao Mundo, Torneio, Resistência, e Fantasmas Online.

Volta ao Mundo

No modo “Volta ao Mundo”, os jogadores começam na Califórnia, e precisam acumular pontos para destravar todas as 12 Copas. Uma vez abertas, as corridas podem ser jogadas em qualquer ordem. As copas são as seguintes:

Califórnia
Uma série de pistas básicas, para pegar o jeito. As corridas se passam em São Francisco, no Parque Nacional das Sequóias e na noite de Los Angeles.

Chile
Corridas um pouco mais intensas no deserto do Atacama, na gelada Santiago e nos altos e baixos de Villarrica.

Brasil
O Brasil traz provas em Brasília, Niterói e Salvador. Aqui seus oponentes podem usar nitros, e você vai enfrentar a primeira chuva do jogo em Niterói.

África do Sul
As pistas ficam mais estreitas e serpenteantes a partir da Cidade do Cabo e dos Edifícios da União. A pista mais escura do jogo fica no cânion do rio Blyde.

Grécia
A corrida em meio à tempestade da Acrópole em Atenas põe à prova tudo o que os jogadores aprenderam até então, inclusive usar o freio. A copa também tem Meteora e o pôr-do-sol em Santorini.

Islândia
Corra nos campos de Videy, veja a aurora boreal em Reykjavík, e por fim atravesse a nevasca na base do vulcão Eyjafjallajökull.

Emirados Árabes Unidos
Abu Dhabi e Dubai trazem corridas em meio à tempestade de areia. O desafio em Palm Island é uma corrida com apenas uma volta.

Índia
Conheça o Taj Mahal, o Templo Dourado de Amritsar e a histórica Varanasi. A pista “Fúria dos Deuses”, em uma noite chuvosa, é uma das mais difíceis do jogo.

Austrália
Brighton Beach apresenta sol, chuva e neve ao mesmo tempo, enquanto Sydney tem a noite iluminada pelas luzes da cidade. Os jogadores também vão atravessar a madrugada sob a Via Láctea em Uluru, sem sinalização nas curvas.

China
Beijing mistura o contemporâneo com o tradicional em corridas frenéticas. Os jogadores vão correr também ao longo da Muralha da China, e conhecer as feiras e os pandas de Chengdu.

Japão
A icônica Tóquio avança do subúrbio rural ao centro denso e iluminado. Quioto e o Vale de Iya fazem o contraponto, com cenários “zen”.

Havaí
As paisagens paradisíacas de Molokini e Honolulu dão lugar à fúria do vulcão Kilauea, que tem algumas das pistas mais impiedosas de Horizon Chase Turbo.

Até quatro jogadores podem entrar a qualquer hora para jogar a Volta ao Mundo juntos. Nesse caso, as corridas são competitivas, mas o progresso é cooperativo. Ou seja, a pontuação é contada em grupo e os aprimoramentos servem para todos os jogadores — mas quem vence a corrida bônus é que decide qual upgrade o grupo vai instalar.

O jogo brasileiro será comercializado em versões físicas (somente no Brasil) e digitais por R$ 50.