Sobrenatural – A Última Chave | Crítica

De fato, toda a saga Insidious pode ser considerada uma obra de respeito para o gênero do terror.

Hoje trago para vocês uma resenha do filme ‘Sobrenatural – A Última Chave’. Quarto filme da série “Insidious”, dirigido pelo James Wan, o mesmo diretor de ‘Invocação do Mal’, ‘Lights Out’, e ‘Aquaman’.

Neste quarto filme da franquia “Insidious”, a doutora Elise Rainier (Lin Shaye) é chamada para resolver o caso de uma assombração no Novo México, localizada justamente na casa em que ela passou a infância. Um segredo do seu passado volta à tona para assombra-la e com ajuda de seus escudeiros, ela vai enfrentar o que possivelmente vai ser o maior caso de sua carreira.

Resultado de imagem para sobrenatural a ultima chave

O Primeiro filme do “Insidious” foi lançado no ano de 2010, e veio com uma historia bem original e bem bolada. No ano de 2013 foi lançado ‘Insidious 2’, que manteve uma pegada bem forte como o primeiro. Já no ano de 2015, o filme ‘Sobrenatural – A Origem’ teve uma pequena queda, na qual tivemos algumas pequenas falhas na historia, porém ainda é um filme “assistivel”. Um ponto é que os primeiros filmes são os finais e o começo de tudo são os últimos.

Nesse último filme ‘Sobrenatural – A Última Chave’, temos uma obra bem completa, um pouco mais dramática e um pouco mais complexa do que os anteriores. A história vai sendo escavada, até um ponto onde uma peça se encaixa na outra e juntando todas elas temos um filme completo!

 

%d blogueiros gostam disto: