Sound of noise | Resenha

Um grupo de bateristas se juntam e fazem crimes com a música

Amadeus Warnebring nasceu numa família de músicos e seu irmão Oscar é maior maestro da Suécia. Todos só falam sobre seu irmão, Oscar só que Amadeus é a ovelha negra da família. Não gosta de música e não entende nada sobre o assunto.

Amadeus escolheu a carreira policial pra seguir e o crime mais insano que apareceu para ele resolver é de uma gangue de músicos bateristas que cometem crime com a música. Isto é, o grupo invade lugares comuns, olham o que poderia sair som do ambiente que estão e fazem um som com os objetos do lugar.

A história é o Amadeus, que odeia música, prender os músicos vândalos. A cada som que que produzem o policial fica mais nervoso e menos consegue se concentrar e fazer seu trabalho.

O filme traz ironia e faz uma sátira à música clássica, já que na Suécia é referência em música clássica. É um filme policial que envolve comédia e música, mas não é musical.

É um filme produzido na Suécia com aopio da França, então é diferente e legal admirar outros tipos de filmes que não são de Hollywood. Os diretores são Ola Simonsson, Johannes Stjärne Nilsson, ambos suecos.

Fernanda Ribeiro, 21 anos. Jornalista, pseudocinéfila e amante da sétima arte.

Fernanda Ribeiro

Fernanda Ribeiro, 21 anos. Jornalista, pseudocinéfila e amante da sétima arte.

%d blogueiros gostam disto: