A Torre Negra | Crítica

Sabe quando você espera de mais, e acontece de menos? Então essa frase define esse filme, fiquei chocado com o roteiro muito pobre e um desenrolar muito fraco sem nenhuma emoção, que faça você perder o fôlego.

Já não foi a primeira vez que fizeram uma grande cagada em uma história do Stephen King. Quem não lembra do trágico Remake de Carrie a estranha de 2013? Já tínhamos o original de 1976 (UMA OBRA GENIAL) que foi adaptação do primeiro livro dele, publicado em 1974. LEVANDO EM CONTA QUE AS OBRAS DO STEPHEN KING SÃO ÓTIMAS, ISSO CHEGA ATÉ SER OFENSIVO.

Nesse caso não foi muito diferente. Temos uma história que tem um puta potencial mas que não tiveram nenhuma preocupação de torna-la mais atraente. Os personagens desse filme são extremamente mal desenvolvidos, muitos furos e pontos soltos que não tem um aprofundamento necessário para tornar a história interessante.

Em uma comparação esdruxula, seria com uma feijoada de quarta feira sem a carne, linguiça, bacon e sem o tempero, só o feijão preto por cima do arroz. É um total de 8 livros da série “A Torre Negra”, porém nesse filme foi feito um “resumão”  dos três primeiros livros em um filme de apenas uma hora e meia (isso só podia dar ruim).

Se fosse uma dinâmica diferente contanto uma história de cada vez, creio que teria sido bem melhor. Fora que ia ficar um gostinho de quero mais… ou até mesmo uma possível serie  ficaria melhor. O filme não é uma decepção total, mas também não é nenhuma maravilha.

%d blogueiros gostam disto: